quarta-feira, 9 de maio de 2012

DA ALMA

Sonetos : Da alma
Tags: minha voz feita de nada parte alguma
A Vida dura, me vai fusfigando
Determinada a fechar-me a porta
A memória já muda se foi calando?!
Pobre Vida! Que já nasceu torta.

- Feita de nada e de tudo!
É choro agora o riso d'outrora
Triste a voz e meu coração mudo.
Só a coragem ainda não foi embora.

Já não sei onde é meu lugar!?
Nem onde as palavras coloquei
Estou aqui, a falar, por falar?!

Não ficarei aqui, nem em parte alguma
Larguei a estrada, a saudade, desertei!
De mim não importa mais coisa nenhuma.

rosafogo



Apenas um momento amargo, o terminar dos cinquenta.




Na plenitude da felicidade, cada dia é uma vida inteira.
Johann Wolfgang Von Goethe

Escrevo para que a vida continue sendo vida.
          
rosafogo
Autorrosafogo
Texto
Data14/01/2010 14:43:22
Leituras206
Favoritos0
LicençaEsta obra está protegida pela licença Creative Commons
 
.

Enviado porTópico
mim
Publicado: 14/01/2010 15:07 Atualizado: 14/01/2010 15:11
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2008
Localidade:
Mensagens: 2924
Re: Da alma
Ou Rosa, Ou Rosa
És flor airosa
Triste e saudosa
Ainda és menina
Catraia bem linda
De sonhos amados
Foste moça alegre
Escreves tristes fados
Agarra-te a vida
Na história que anima
Escreve a tua rima
É a tua sina
Airosa menina
Mulher que canta o fado
Cristina

Muito triste e lindo o teu poema!
Beijocas

Enviado porTópico
rosafogo
Publicado: 14/01/2010 15:16 Atualizado: 14/01/2010 18:16
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade: Natural de LAPAS-Torres Novas - Vive em- LOURES
Mensagens: 8090
Re: Da alma/MIM
Ai MIM,MIM
Flor do meu jardim
De nome Cristina
Com bonita sina
Ser Poeta orgulhosa
a seguir em frente
como flor viçosa
àgua transparente.

Linda merecias mais, mas tens aqui a minha resposta, linda és tu, ou não tivésses raízes
lá dos meus sítios.

beijinhos
rosa

Enviado porTópico
cristhal
Publicado: 14/01/2010 15:19 Atualizado: 14/01/2010 15:19
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2009
Localidade: Lisboa
Mensagens: 953
Re: Da alma
Olá, poetisa Rosa!

Há quem não goste de sonetos... dizem que choramos na escrita... mas da poesia são os meus predilectos!
Talvez... porque também seja um pouco nostálgica naquilo que escrevo!

E o terminar dos cinquenta, não deverá ser motivo de tristeza... mas sim de alegria por lá ter chegado!
Adorei o soneto.
Beijos.

Maria.

Enviado porTópico
rosafogo
Publicado: 14/01/2010 15:27 Atualizado: 14/01/2010 15:28
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade: Natural de LAPAS-Torres Novas - Vive em- LOURES
Mensagens: 8090
Re: Da alma/Cristal
Eu adoro sonetos amiga, principalmente quando se apresentam com grande intensidade aqueles que são um grito da alma, que expressam bem os sentimentos.
Este é duma época para mim dos primeiros sinais
de envelhecimento e por isso triste, não o tinha postado, por o achar pobre em palavras, mas
o sentimento está lá sem dúvida.

Obrigado Cristal, beijinhos linda
da rosa

Enviado porTópico
ÔNIX
Publicado: 14/01/2010 15:28 Atualizado: 14/01/2010 15:28
Colaborador
Usuário desde: 08/09/2009
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2469
Re: Da alma
Rosa, o que são alguns anos
que por nós passam
comparados com o tamanho do Universo?
mas tu és tudo o que o Universo precisa
dentro do teu próprio Universo


Gosto de te ler. Sempre um prazer

beijos Linda Rosa

Matilde D'ônix

Enviado porTópico
rosafogo
Publicado: 14/01/2010 15:41 Atualizado: 14/01/2010 18:17
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade: Natural de LAPAS-Torres Novas - Vive em- LOURES
Mensagens: 8090
Re: Da alma
Amiga, um dia acordei e senti-me sem chão, que fazer, é difícil aceitar o inevitável, mas se tem
que ser aproveitemos o que pudermos.
É esse o nosso fado!

Eu também tenho muito orgulho em te ter como amiga
tu que brilhas com tua escrita.

Beijinhos e obrigada
rosa

Enviado porTópico
joseluislopes
Publicado: 14/01/2010 15:30 Atualizado: 14/01/2010 15:30
Colaborador
Usuário desde: 22/03/2009
Localidade:
Mensagens: 3468
Re: Da alma
Minha Amiga Rosa,
Eu detesto sonetos, raramente os comento, mas penso que talvez seja inveja de não os saber construir. No entanto, para a minha Amiga, lá terei que arranjar uma maneira de ultrapassar este trauma.
A vida é realmente madrasta, ainda ontem construí um poema, que postarei para a semana, onde volto a escrever a necessidade de me perdoar pelas asneiras do passado. Bem tento minha Amiga, mas depois lá chegam aquelas noites onde o perdão não existe dentro de mim.
Vestem-se então as horas de terror, e todo o terror que se prece do nome, multiplica o tempo por dez, de tão difícil ser ultrapassar.
Compreendo e tem um amigo íntimo para o seu poema, e sei que habitará em mim com grande facilidade. Encontra as mesmas feridas e as mesmas dores.
Um beijo grande
JLL

Enviado porTópico
rosafogo
Publicado: 14/01/2010 18:29 Atualizado: 14/01/2010 18:29
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade: Natural de LAPAS-Torres Novas - Vive em- LOURES
Mensagens: 8090
Re: Da alma/joseluislopes
E eu amigo José Luis raramente me atrevo a escrever, porque requer conhecimento silábico e
tem que ter uma força no final bem notória senão
não é soneto.
Este é dos meus sessentas anos, daqui a pouco terei que fazer outro já lamentando a perca dos
sessenta, esta Vida é mesmo uma desgraça.
Eu não sei como é com as outras pessoas que escrevem, mas comigo acontece que escrevo, leio e
fico até orgulhosa, mas no dia seguinte acho tudo
um horror e guardo, então existe muita coisa por
aqui presa em dossiêr que honestamente acho que
tem pouca valia. Agora dei uma voltinha e achei piada às quadras as tais que dizem dar
bons fados e aqui as partilhei.
Quanto ao soneto (se lhe poder chamar de tal) foi
mesmo escrito numa época difícil para mim, por
isso agradeço a compreenssão e retribuo o carinho.
Uma boa noite para o amigo.

Um beijo carinhoso
rosa

Enviado porTópico
antóniocasado
Publicado: 14/01/2010 15:41 Atualizado: 14/01/2010 15:41
Colaborador
Usuário desde: 29/11/2009
Localidade:
Mensagens: 1844
Re: Da alma
Ola

Um poema onde revela a ausência fria de uma perspectiva sem futuro. A desolação marca cada uma das linhas. Só espero que o pássaro morto abra as asas e alce voo antes que a morte chegue de facto.
Fiquei impressionado com o poema.

antóniocasado

Enviado porTópico
rosafogo
Publicado: 14/01/2010 18:37 Atualizado: 14/01/2010 18:38
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade: Natural de LAPAS-Torres Novas - Vive em- LOURES
Mensagens: 8090
Re: Da alma/antoniocasado
Amigo António

Fez uma leitura impecável do soneto, o meu sentir
nessa época da vida era mesmo esse, sem nada que
perspectivasse os anos vindouros. De certa forma me acalmei, embora sentido sempre um vazio a cada
ano que passa mais acentuado ainda.
Fraquejar penso que não há ninguém que não se sinta em qualquer momento da vida, mas no meu
caso a leitura tem-me absorvido um pouco esse vazio.

O soneto é paassado recente, mas passado.
Agradeço-lhe por ter comentado.
Abraço
rosa

Enviado porTópico
MARLISE
Publicado: 14/01/2010 15:47 Atualizado: 14/01/2010 15:47
Colaborador
Usuário desde: 22/03/2009
Localidade: RS
Mensagens: 1856
Re: Da alma
Nossa Rosa arrepiei-me ...não se desiluda da vida por causa de um pouco mais de anos,a idade nos ensina tantas coisas...abraços
mary

Enviado porTópico
rosafogo
Publicado: 14/01/2010 18:42 Atualizado: 15/01/2010 12:17
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade: Natural de LAPAS-Torres Novas - Vive em- LOURES
Mensagens: 8090
Re: Da alma/Marlise
Não te preocupes linda já passou, o soneto não é
recente e na Vida também estratagemas que me dão
um certo alívio. A idade também me trouxe uma certa liberdade, programo os meus passeios ao estrangeiro, vou conhecendo o Mundo, també não me posso queixar de todo.

Abraços, amiga
fica feliz
rosa

Enviado porTópico
Avozita
Publicado: 14/01/2010 18:34 Atualizado: 14/01/2010 18:34
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2009
Localidade: Casal de Cambra - Lisboa
Mensagens: 4706
Re: Da alma
Minha amiga,
Não gosto de ti assim.
Vais fazer mais um aninho, com festa
e velinhas para apagar.
É bom saberes que estás viva e com saude
pertinho dos teus amores.
Vá, um sorriso e uma gargalhada

Com esta tristeza nem comentava o poema, mas tambem já sabes o que vou dizer, está lindo,
lindo, embora seja triste.
Beijinhos grandes
Antonieta

Enviado porTópico
rosafogo
Publicado: 14/01/2010 18:46 Atualizado: 14/01/2010 18:46
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade: Natural de LAPAS-Torres Novas - Vive em- LOURES
Mensagens: 8090
Re: Da alma/Avozita
Foste tu amiga quem se lembrou melhor do porquê
ou então adivinháste, pois é, eu lembrei do soneto
por causa da data que se aproxima, não gosto nada
mas então lá tem que ser.

Sabes prefiro lembrar que daqui a nada vou de
novo passear.
Beijinhos Antonieta
da rosa

Enviado porTópico
AnaCoelho
Publicado: 14/01/2010 22:01 Atualizado: 14/01/2010 22:01
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 11794
Re: Da alma
Da alma de uma bela rosa um soneto com a tua marca, na nostálgia crias beleza poética.

A vida é dura mas se assim não fosse que seria a vida?

Um sorriso de carinho para a minha amiga poetisa.

Beijos

Enviado porTópico
rosafogo
Publicado: 14/01/2010 22:07 Atualizado: 14/01/2010 22:07
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade: Natural de LAPAS-Torres Novas - Vive em- LOURES
Mensagens: 8090
Re: Da alma/AnaCoelho
Obrigada Aninha pelo sorriso e pelo carinho, hoje
estou mesmo necessitada, sinto-me triste, não me sai da cabeça o terramoto lá longe, imagino logo as mães à procura dos filhos, até tenho medo de
dormir e ter pesadelos que são muito frequentes.

Vou ler a ver se distraio.
Beijinhos linda
da rosa

Enviado porTópico
AnaCoelho
Publicado: 14/01/2010 22:11 Atualizado: 14/01/2010 22:11
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 11794
Re: Da alma
Estas noticias transtornam os sensiveis, é um cenário (real) que nos asusta, mas amiga o mundo anda uma confusão.

Boas leituras e um sono descansado

Beijos

Enviado porTópico
rosafogo
Publicado: 15/01/2010 12:53 Atualizado: 15/01/2010 12:53
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade: Natural de LAPAS-Torres Novas - Vive em- LOURES
Mensagens: 8090
Re: Da alma/AnaCoelho
Oi Aninha já não li este comentário ontem, mas
quero agradecer-te o teres voltado.

beijinho
rosa

Enviado porTópico
Gyl
Publicado: 15/01/2010 00:14 Atualizado: 15/01/2010 00:15
Colaborador
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Belo Horizonte
Mensagens: 6301
Re: Da alma
A vida parece que não é justa, não é? Nos coloca esse amor pela vida e pelo mundo e num segundo nos pede de volta aquilo que havia nos emprestado, como diria Machado de Assis. Mãe cruel e bondosa; A mesma mão que bate é a que afaga, já é o que diria Augusto Dos Anjos. Sempre muito bom vir compartilhar dessa tristeza bela que é a tua poesia. Um abraço e um beijo tamanho do mundo! Fica bem, poetisa Rosa!

Enviado porTópico
rosafogo
Publicado: 15/01/2010 12:48 Atualizado: 15/01/2010 12:48
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade: Natural de LAPAS-Torres Novas - Vive em- LOURES
Mensagens: 8090
Re: Da alma/Gyl
Gosto de o ouvir falar dos seus Poetas, Machado de Assis romântico, o Augusto dos Anjos que eu sei
falava muito sobre a morte, a dor os horrores.
Sinceramente pouco conheço, mas andei lendo sobre o Simbolismo e Romantismo, para não ser de todo ignorante e passei por estes dois grandes poetas.

Tal como dizes é mesmo isso, a vida tem tanto de cruel como de bondosa.

Espero tudo contigo esteja bem asim como com os que te são queridos
beijinhos Gyl, obrigado pelo carinho
rosa

Enviado porTópico
Vania Lopez
Publicado: 16/01/2010 18:05 Atualizado: 16/01/2010 18:05
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 12711
Re: Da alma
A vida na verdade começa nos cinquenta. Minha linda o poema é triste mas tem uma beleza infinda.
bjs

Enviado porTópico
rosafogo
Publicado: 17/01/2010 00:13 Atualizado: 17/01/2010 00:13
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade: Natural de LAPAS-Torres Novas - Vive em- LOURES
Mensagens: 8090
Re: Da alma/Vania
Olá Linda

Fui ao cinema sabe por isso hoje me deixei atrasar
de qualquer modo aqui estou para te agradecer,
o comentário.
Fico feliz sempre com a tua presença.

Beijinho
rosa



Sem comentários:

Arquivo do blogue